domingo, 21 de setembro de 2008

Amostra grátis televisiva


Eu não entendo. A Cultura tem um monte de programas bons, mas quase ninguém vê. Por quê? Bem, talvez porque a maioria passe em horários tardios demais (Observatório da Imprensa 00h10, Vitrine 01h00, Zoom 01h30, Alto Falante 03h00!!!), ou no mesmo horário da novela (Metropolis 21h40, Roda Viba 22h10....e quem é que quer trocar de canal essas horas?), de manhã e de tarde é só desenho. E que desenho, dá vontade de chorar...um dia estava cortando o cabelo e a cabelereira perguntou para um menino que esperava lá assistindo tv se ele queria que trocasse de canal e ele respondeu: “Pode ser, só não coloca nos desenhos da Cultura”, realmente já foram muuuito melhores (adorava assistir Pequeno Urso e Bosque dos Vinténs quando tinha meus 7 ou 9 anos), agora a faixa etária parecer ser de 4 anos pra baixo, tsc...isso acaba dando a idéia de que a Cultura só dá pra deseinhos idade bebê. Uma pena. Outro motivo pode ser pela constante troca de horário dos programas ou pelo simples sumiço do mesmo. Nunca dá pra confiar que um programa diário irá manter o mesmo horário por mais de duas semanas ou um semanal durante o mês todo. (Um Menino muito Maluquinho que passava no domingo em horário indeterminado, cada semana era um entre 11h a 13h00, eram tantas as mudanças que parei de assistir (e sim, parece coisa de criança, mas esse seriadinho é uma delicia de assistir)).
A cultura importa uma grande leva de seriados britânicos e australianos da BBC, muito interessantes, mas não dá continuidade, como se eles não tivessem importância para a programação, já perdi de vista a quantidade desses seriados (Manifesto de Wayne, Wishbone (ah, eu adorava este!), A Casa do Mago....), um dos únicos que passou com regularidade por quase 1 ano (mas não totalmente fiel ao horário, pra variar...) foi o sucesso americano Anos Incríveis, que já tinha sido exibido em meados de 1993 e voltou para a felicidade dos fãs (como eu), mas salvo essa exceção, a Cultura continua com suas ‘séries esporádicas’ que como são trazidas de canais muito específicos e de muito longe, não dá pra encontrar com facilidade se você gostar e quiser ver a continuidade (a não ser que tenha TV a cabo) . Parecem amostras grátis de uma coisa que você não vai poder comprar depois (ou seria justamente uma propaganda pra você assistir o resto num canal pago? Hmmm, não pensei nisso.......).
Uma dessas foi o recente Mudança de Vida (Out Here) trazido da BBC Austrália. Passava aos sábados , mais ou menos 17:30. Muito boa. Dois estudantes voluntários (um americano e uma britânica) vão pra Austrália quando um casal pede ajuda numa clinica veterinária. Um tipo de intecâmbio ou estágio. A situação dos jovens longe de casa e em contato com jovens australianos é bastante diversificada e realista (volta e meia aparecia um deles num tipo de cômodo fechado falando exclusivamente para câmera sobre algum problema que os afligia ou algo que os deixava feliz, era bem espontâneo e dava a sensação de que não estavam representando). Não entendo como puderam simplesmente cortar essa série no 5° ou 6° episódio. Rastreei a programação da Cultura todos os dias, por duas semana e não havia mais sinal dela...Droga.
Até mesmo pra se ter informações dela na Internet é difícl, aquele tipo de coisa que parece uma raridade, ou você mora num paíse onde é normal a exibição de séries de boa qualidade ou tem tv a cabo.
E por enquanto a gente vai se virando com a tv aberta brasileira....bléééé..........

1 deixaram suas impressões :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...