Mostrando postagens com marcador Letras de música. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Letras de música. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Um dia a gente se vê

Se tem uma musica da Legião que amo é Ainda é Cedo, letra, composição, melodias perfeitas. Linda e ácida.
Que pareça clichê, mas sinto ser a música da minha vida. 

Neste show Renato faz uma introdução com musica de Madona "Like a prayer":


"A vida é um mistério

Todos devem permanecer sozinhos
Ouço você chamar meu nome
E me sinto em casa".


E finalização com "Stairway to Heaven" do Led Zeppelin:

"Há uma moça certa de que tudo que brilha é ouro
E ela está comprando a escadaria para o paraíso
Ao chegar lá ela sabe, que se as lojas estiverem fechadas,
Com uma palavra e ela consegue o que veio buscar

Oh, isso me faz pensar, oh, isso me faz pensar...."


"Era essas as músicas que a gente ouvia, e toda vez que ouço essas musicas eu me lembro daquela menina, sabia? E teve uma época que não podia ouvir Janes Joplin que fazia mal." - RR



_ _ _


Ainda é cedo


Uma menina me ensinou
Quase tudo que eu sei
Era quase escravidão
Mas ela me tratava como um rei


Ela fazia muitos planos

Eu só queria estar ali
Sempre ao lado dela
Eu não tinha aonde ir

Mas, egoísta que eu sou,
Me esqueci de ajudar
A ela como ela me ajudou
E não quis me separar

Ela também estava perdida
E por isso se agarrava a mim também
E eu me agarrava a ela
Porque eu não tinha mais ninguém

E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo 
E eu dizia ainda é cedo..

Sei que ela terminou
O que eu não comecei
E o que ela descobriu
Eu aprendi também, eu sei

Ela falou: - Você tem medo
Aí eu disse: - Quem tem medo é você
Falamos o que não devia
Nunca ser dito por ninguém

Ela me disse:
- Eu não sei mais o que eu
sinto por você. Vamos dar
um tempo, um dia a gente se vê

E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo 
E eu dizia ainda é cedo..

_ _ _

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Musica para inspirar

Quando desejava aprender piano (bem, ainda desejo, a falta recursos é que me limita), esta musica me inspirava muito. Claro, eu sempre gostei de piano, e tenho meus compositores clássicos favoritos, no entando, esta musica da banda norueguesa Treatre of Tragedy tem um "Q" especial. Quando a ouvia, eu criava uma cena melancolica, junto aos sons naturais inseridos na composição, com a chuva caindo e os trovões, as vozes liricas, os toques cadenciados e horas fortes do piano. 
Ainda não havia visto videos ou a letra da musica, mas imaginava por seu tom, algo que unia amor e dor. Quando enfim, a trouxe a tona, me surpreendi. De fato, A Distance There is parece uma fábula, uma história triste pendendo para o fantastico, rebuscada como toda a composição é. O video que em seguida descobri, uma montagem muito bem feita , inserindo cenas do filme/anime  Vampite Hunter numa perfeição impecavel à musica (que quase somos levados a crer que se trata de algo feito especialmente um para o outro) terminou por finalizar essa triade belissíma. 
Divido com vocês este material inspirador. ;-)


 
Theatre of Tragedy - A Distance There is



Uma Distância há....



“Deixai a chuva”, vós dizeis - mas vós nunca pisastes adiante.

E sou capturada.

Uma distância há...

Nenhuma, exceto a mim e ao punhal, crepitando sobre o telhado.

Contemplai! Pois não é a chuva; destarte tenho que ser.

Não beberei teu vinho de vindima, meu querido.

Tendes vós considerado que de inocência sou; contudo deixastes vossa dama em perigo.



Vós deixastes-me tostar

De fragilidade é o meu coração, minha pálida pele de damasco tom.

Quando vós, vossas lágrimas tivestes recônditas, “Voltai!”, vós dizeis.

Lá, em breve estarei, mas como poderei correr, quando meus ossos, meu coração! Vós arrancastes?



“Mas correi!” – vós dizeis; Eu corro.

E lá, então, eu contemplo, que o tempo virá quando por mais uma vez morta eu estiver.

Vós dizeis-me para sem demora partir.

E parto, com o punhal e lágrimas em mãos.

Vede! As sombras, o céu – diminuindo-se.



Então por meio de um forte golpe caminho antes de correr e derreter-me em crepúsculo.

Em minha mente qual o resultado, parece como se fosse impróprio mudar de qualquer modo?

Afinal de contas, vós deixastes-me por esses anos, afundar-me nas emocionais profundezas.

A encharcada e sombria cortina aveludada pendura-se em mim.

Tornando meus sentimentos distantes de nosso tão ignorante mundo.

Todos os belos momentos compartilhados, deliberadamente empurrados adiante.

...Uma distância há...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...