terça-feira, 31 de janeiro de 2012

"Fetus in fetu" Isto é bizarro

Noticia que li hoje pelas news do Yahoo! (clique aqui para ver a matéria) e que achei digno de ter saido das páginas de algum livro de ficção cientifica e terror.


Isbac Pacunda, menino peruano de três anos, espanta pelo tamanho pretuberante do ventre, em que nem familia nem os médicos conseguem explicar o inchaço. Uma radiografia então responde a questão: o que o garoto traz no ventre não é um tumor, mas nada menos que um feto parasita encrustado em seu rim direito. O feto de seu irmão gêmeo não nascido (e que foi parar dentro do irmão!).  
A anomalia, chamada de "Fetus in fetu" (algo como um feto dentro de outro, ou uma 'criança grávida', o que torna a coisa ainda mais bizarra) ocorre uma vez a cada meio milhão de nascimentos. Segundo a reportagem,  o feto dentro do garoto "não chegou a desenvolver cérebro, coração, pulmões ou intestinos, mas possui couro cabeludo no crânio, ossos de membros superiores e inferiores e ossículos nas mãos e nos pés",  o que não acho nenhum pouco difícil depois de ver essa outra reportagem da Discovery Channel sobre um caso semelhante.  


 
A família de Isbac mora em Ajachin, uma comunidade de índios aguarunas na região amazônica de Loreto.


Reportagem sobre o caso de Isbac Pacunda, o "Niño embarazado" peruano.


Doc da Discovery Channel sobre anormalidade semelhante


Brrr..........

sábado, 28 de janeiro de 2012

Pois é...



"Nunca, jamais diga o que sente. Por mais que doa, por mais que te faça feliz. Quando sentir algo muito forte, peça um drink."
 
(Caio Fernando de Abreu)


(eu devia encher a cara depois dessa....U,U....mas apesar de tudo, é inevitável não dizer o que sentimos, por mais que saibamos o quanto podemos nos ferir com isso. É porque o ser humano é um bicho contraditório, que esta constantemente indo contra a razão e logica mais racionais. Pois, racionais são as maquinas, que  podem 'pensar' de forma a seguir regularmente um metodo, e achar que estar fora dele é que é um erro, mas nós não. Não dizer o que sentimos, muitas vezes, é como conter uma correnteza furiosa. Imagine quando ela estourar? Mas é um conselho útil de qualquer forma e evitaria muita coisa. Mas quem disse que é fácil segui-lo? Eu não disse que os seres humanos são contraditórios? Oh raça que não sabe ficar quieta no seu canto.... ¬_¬).



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...