terça-feira, 16 de setembro de 2008

Mais pesadelos


Nossa, mais um pesadelo na noite de hoje, e que não começou tão ruim...o problema nem é ter o pesadelo, mas a sensação que ele te deixa, principalmente no estágio de despertar, que normalmente é tão abrupto que te faz pensar que ainda estar sonhando com aquelas coisas horríveis...

Não me lembro direito dele, mas a idéia principal era a de que eu devia 'cometer suicídio' por uma boa causa (ave...será que virei fanática no sonho? rs), mas não era para machucar ninguém, a não ser a mim. Estava em um lugar muito bonito e agradável (hmmm, seria as arábias? ou as próprias portas do paraíso, rs), cheio de cortinas claras e esvoaçantes, de um tecido leve, talvez seda...eu precisava beber um veneno que no sonho chamava-se 'arsênico' (um elemento quimico que pode tanto ser tóxico ou não, depende, mas no sonho se eu bebesse ele puro iria morrer), a pessoa que dizia que eu devia fazer isso (era uma voz quem me ordenava aquilo, não sei se de homem ou mulher, mas era tão profunda e calma que eu a obedecia gentilmente) falava os efeitos passo a passo (macabro se contado posteriormente, mas na hora parecia mais uma receita de bolo de tão simples), que no início eu não sentiria nada, pois o veneno não tinha gosto, e depois começaria a sentir um leve sono, quase como se fosse uma anestesia.....em seguida viria o verdadeiro efeito do arsênico, que era uma queimação interna e sufocamento, mas ai novamente eu iria sentir sono, muito sono e não sentiria os efeitos brutais do veneno que enfim me mataria, aquele seria o meu último sono... A explicação passou por mim de maneira ligeira, quase como se não pudesse sentir o peso daquelas coisas, como se fossem distantes....Fui até uma cama enorme de casal, com uma colcha de um branco ofuscante, e tão fofa....meu jazido final (brrrr....), com aquela cara apalermada de quem esta reziginada a fazer algo sem perguntar o porque, quase dopada pela voz. Sentei na cama e bebi o arsênico, me deitando em seguida, sentindo inicialmente o sono que a voz tinha dito que sentiria. Fiquei de certa forma feliz, afinal, não era tão ruim assim, parecia como nos sonos normais, era até bem mais agradavel, achei que tudo o que falavam sobre 'morrer' fosse besteira, não doia nada.......até que....começou o segundo estágio, aquele propriamente dito do efeito do veneno, começou com uma sensação de calor, e depois essa queimação foi invadindo o corpo todo, como se fosse me queimar mesmo, e embora tentasse relaxar e dizer pra mim mesma que agora não havia mais nada a fazer, que tinha sido minha escolha e que a aceitasse com tranquilidade, no fundo começou a bater um desespero, pois com aquele fogo foi vindo a sensação de sufocamento da qual tenho pavor....e ainda como a voz tinha dito, junto com isso viria o segundo estágio de sono, aquele do qual não iria mais acordar e foi ai que me desesperei mesmo, pois só no segundo final percebi a merda que fizera e de como realmente NÃO queria morrer........E acordei suando e com dificuldade de respirar, ainda achando que estava caindo no sono da morte, ai! É a segunda noite em que acordo com uma sensação tão vivida vinda de um pesadelo. Acho que nunca pude me sentir tão perto desse 'limiar final' como nesse pesadelo macabro.....

1 deixaram suas impressões :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...