sábado, 20 de setembro de 2008

Podemos Também Ser Estranhos


Até que ponto você pode dizer que conhece alguém?

Ou até que ponto você pode conhecer alguém chegando a desconhecer?

Uma amizade antiga e uma grande amizade são a mesma coisa? O tempo em que você conhece alguém pode fazer de vocês grandes amigos ou depois de todo aquele tempo você ainda consegue se surpreender com o tanto que desconhece a pessoa? Pense na sua vida, no tempo que passou, nas coisas que mudaram principalmente, nos amigos, nas pessoas próximas...você ainda consegue ser o mesmo com elas ou descobre que o que tinham em comum no passado já não tem mais nada a ver hoje? Se você conhecesse hoje as pessoas que estão na sua vida há tanto tempo, poderiam ainda ser amigos, rolaria a mesma quimica que acontecia quando tudo começou muito tempo atrás? Tenho sentido que não...As pessoas podem mudar tanto, e as coisas que tinham em comum no passado já não tem mais nada a ver hoje e então, o que fazer? É possível pedir divórcio de uma amizade? Ou é mais fácil trocar alfinetadas bem espetadas, reciprocas e inuteis, como dois velhos que já não sabem o que os faz ainda ficarem juntos e talvez por raiva ou cinismo, tem necessidade de trocarem ferroadas? Um laço de intimidade e antiguidade os une como algo que nunca se apagará, mesmo que tudo o que tenham vivido e que os uniu por tanto tempo agora pertença a uma outra vida que ficou no passado...um passado que não só não voltará como já não interessa a ninguém. Principalmente aos mais interessados...

Parece que as pessoas que você conhece a menos tempo te conhecem melhor, não parece? Talvez seja porque eles não te conheceram no passado, naquela sua vida que já não existe mais e que você prefere que fique só nas histórias, onde nem tudo precisa ser revelado . As que te conhecem a muito (muuuito) tempo parecem carregar um tipo de peso, que se mal fadado pode torná-los estranhos. Não que seja sempre assim, mas....

....eu queria que não precisasse ser assim, mas todos nós mudamos e por mais próximos que estejamos, ainda assim a vida pode nos separar.

0 deixaram suas impressões :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...