segunda-feira, 28 de março de 2011

Selo: Desafio Leitura Nacional

Mais um adorável selo no blog, dessa vez presenteado pela querida This Gomez, do blog Canto e Conto, autora da série de contos Ar de Evasão (o primeiro deles na antologia da qual participamos, Beijos e Sangue, organizada pela Jossi Borges) e outros escritos com escrita leve, envolvente e dinâmica! Muito obrigada This!

Esse selo vem com um Meme. Ta lembrado daquele caderno de perguntas da época da escola? Se ja respondeu um desses, vc sabe o que é um 'meme', é como uma versão atual e bem mais elaborada e madura dele, um post que traz uma ideia, disseminado de modo que outras pessoas possam responder sobre o mesmo assunto, dando seu ponto de vista. Pronto, pra quem não sabia o que era um Meme, agora da pra dar um tapa, rsrs. Esse é especial e bem interessante: é sobre questões de literatura brasileira. Então vamos a ele:

1 - Quanto livros nacionais há na sua estantes?
Eita nóis sô! Vamô lá que essa é meio difícil viu, minha bibliotequinha ta aumentando, mas, infelizmente, ainda não tem o tanto de autores nacionais que queria (mas isso tem mudado nos ultimos tempo), já num sei quantos livros tenho (acho que da ultima vez que contei tinha uns 70), mas de nacionais em localizei 31:

1 - Sete Ossos e uma maldição (Rosa Amanda Strausz)
2 - O Vampiro de Cada um (Martha Argel)
3 - Beijo Descalço (Leonardo Leon - comprado num sebo de BH)
4 - Contos (Machado de Assis)
5 - Dom Casmurrro ( " " )
6 - Memórias Postumas de Brás Cubas (" ")
7 - Quincas Borba (" ")
8 - Memorial de Aires (" ")
9 - Helena (" ")
10 - O Quinze (Raquel de Queiroz)
11 - Irmão mais velho, Irmão mais novo (Vários - coleção Vinculos)
12 - Clarissa (Érico Verissímo)
13 - A volta do Gato preto (" ")
14 - O Tempo e o Vento ("  " - coleção completa)
15 - Capitães da Areia (Jorge Amado)
16 - Espumas Flutuantes (Castro Alves)
17 - Inocencia ( Visconde de Taunay)
18 - Memórias de um sargento de milicias (Manoel Antonio de Almeida)
19 - O triste fim de Policarpo Quaresma (Lima Barreto)
20 - O Ateneu (Raul Pompeia)
21 - Os Sertões (Euclides da Cunha)
22 - Índia - da Miséria a Potência (Patricia Campos Mello - usei no meu TCC)
23 - Veronika Decide Morrer (Paulo Coelho)
24- A Marca de uma lágrima (Pedro Bandeira)
25 - A Droga da Obediencia (" ")
26 - O Mistério dos MMM (romance policial escrito por vários, entre eles Jorge Amado, Raquel de Queiróz, Guimarães Rosa....)
27 - Verão no Aquário (Lygia Fagundes Telles)
28 - Coleção para Gostar de Ler - Vol 4 Crônicas (Rubem Braga/Drummond/ Sabino/ Paulo Mendes Campos)
29 - Um Certo dia de Março (Lucília Junqueira de A. Prado)
30 - O Noviço (Martins Pena)
31 - O Vendedor de Sonhos (Augusto Cury)

2 - Quando e qual foi o ultimo livro nacional que você comprou?
Olha, eu fui numa feirinha de sábado, dessas bem populares, que as pessoas colocam uma manta no chão e expoem o que querem vender, vulgarmente chamada de 'feira da barganha'. Eu fui em janeiro e tava atrás de livros mesmo, e achei um senhorzinho vendendo qualquer um por 1 real! Fiz a festaaaa, ahaha! Mas da compra, o que mais gostei de achar foi Verão no Aquario, da Lygia Fagundes Telles.

3 - O que achou dele?
To adorando. Ela tem um jeito todo especial de escrever, descrevendo cenas através de pensamentos e lembranças, muito bom! Uma curiosidade é que quando abri o livro, vi que a antiga dona tinha escrito seu nome e data (1974), e que ela era mãe (ja falecida) do meu antigo chefe, num estágio que fiz (que sempre fora muuuito nostalgico com ela no tempo em que trabalhei com ele, tanto que dava até vontade de tê-la conhecido). Uma senhora duma coincidencia (mas não vou devolver o livro não, ahaha). O livro tem ainda algumas anotações dela (parece que ele fora usado durante um curso, pois o nome da turma ainda está no livro), e me sinto meio como o Harry Potter com o livro  de poções do "Principe Mestiço"  no Enigma do Principe, rsrsrs. Isso só o torna ainda mais especial!

4 - Entre os nacionais que ja leu, de qual menos gostou e qual mais te surpreendeu?
Hummm, nesse ponto eu concordo com o que a This respondeu no dela. Como escritora, a gente sabe a barra que é escrever, a dificuldade pelas quais passamos, e ultimamente não tenho conseguido ver um livro dessa forma, apenas desgostando dele. Mas da minha coleção, se tem um que não apreciei muito foi Veronika Decide Morrer, do Paulo Coelho. Não tenho muita sorte com os livros dele, acabo pegando historias, esperando coisas diferentes e acho que por isso me desaponto (ainda tenho que aprender que o gênero do PC não é o gênero que estou pensando, rsrs),mas também porque ele me proporciou alguns constrangimentos enquanto o lia (rsrs), pelas pessoas associarem o nome do livro a mim (Verônica) e acharem que eu estava numa fase depressiva querendo me suicidar (kkkkkkkkk). Nada a ver, claro! (apesar do meu visual não ajudar mto, pois era meio gostica nessa época, rs), eu comprei ele mais por causa da curiosidade com o nome (um erro que não pratico mais nos dias de hoje, rsrs, pra não acabar falando mal de um livro só pq ele não tinha a ver comigo).

Agora surpresa...já li autores massas, tipo Euclides da Cunha (me surpreendi em como amei Os Sertões) e Graciliano Ramos (Vidas Secas), mas tem um livrinho fininho na minha coleção (e mesmo antes de estar nela ja me era favorito) que eu achei maravilhoso, chama-se Sete Ossos e Uma Maldição da Rosa Amanda Strausz, jornalista, formada na UFRJ. É um livro de contos de terror infanto-juvenis, mas que pode ser lido por qualquer idade, e sem duvida, arrepia dos pés a cabeça. Eu achei que não ia gostar, por ter essa tematica mais jovem, e saber como é historias de terror para adolescentes (normalmente com uma pitada meio comica, ou leves demais), mas ela...puxa, ela superou todas minhas expectativas, e no primeiro conto que li, numa versão digital, eu fiquei tão arrepiada (eu fui ler no escuro, no silencio da madrugada, achando que tava de boa por ser livrinho juvenil, ahaha, cai do cavalo) que tive de parar e procurar o mais rapido pra comprar. Cada conto é como um desse causos que a gente ouve, e nos deixa com um arrepio na espinha e eu adoro esses contos tipicos de terror, daqueles meio 'contos da fogueira'. Soberbo!

5 - O que acha que falta aos autores nacionais para que a barreira do preconceito dos leitores seja vencida?
Mais divulgação, mais incentivo. Que parem de nos colocar como ultimos da lista, como escrita alternativa, como se ser brasileiro nos fizesse de alguma forma 'autores amadores'. Ultimamente tenho visto a literatura nacional com outros olhos e penso que minha estante vai ficar ainda mais cheia deles. Temos de nos prestigiar, antes de prestigiar os de fora ;-)

6 - Cite 3 (ou mais) livros nacionais que espera ler em breve.
A Vida como ela É (Nelson Rodrigues, to atras faz tempo, alguém ai se habilita a me presentear, (ehehe, cara de pau!)?)
FC do B 2 (contos de ficção cientifica da Tarja, quando fui comprar, ficou indisponivel (ohh azar viu >_<), to esperando voltar a loja)
Steampunk - Historias de um passado Extraordinário (varios, da Tarja também, ja adiquirido, to aguardando chegar ^^)
(mais)
Felicidade Clandestina (Clarice Lispector, peguei emprestado, mas não tive tempo de ler mais do que dois contos, quero de volta!!)
Adorável Noite (Adriano Siqueira, o Lord dos vampiros)

7 - Indique 5 blogs para este desafio.
I - A CANETA SELVAGEM (Yvis Tomazini)
II - ALTERNATIVOS E INDEPENDENTES (Jossi Borges)
III - CONTOS DE VAMPIRO (Adriano Siqueira)
IV- FRAMBOESAS NO JARDIM (Carolina Mancini)
V - MASMORRA DO TERROR (Lino França Jr.)

0 deixaram suas impressões :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...